Carrinho de compras Carrinho 0 Produto Produtos (vazio)

Sem produtos

A ser determinado Envio
0,00 € Total

Encomendar

Filtrar Produtos:

Preço
1 44
Cor:
mais... menos
Marca:
mais... menos
Quantidade:
mais... menos
Composição:
mais... menos
Material:
mais... menos
Tamanho:
mais... menos
Comprimento Inserível:
mais... menos
Diâmetro:
mais... menos
Contém látex:
mais... menos
Contém ftalatos:
mais... menos
Favoritos

Higiene Feminina


A mostrar 1 - 10 of 10 itens
A mostrar 1 - 10 of 10 itens

Sexo e Menstruação? Diz sim!

Existem inúmeras vantagens em teres sexo durante a menstruação!

O alívio das cólicas é uma delas. Vários especialistas garantem que não há qualquer motivo para que não tenhas sexo durante o período menstrual. Não se recomenda sexo oral, claro! Mas, muitos referem que evitará aquelas cólicas desconfortáveis pois o...

Sexo e Menstruação? Diz sim!

Existem inúmeras vantagens em teres sexo durante a menstruação!

O alívio das cólicas é uma delas. Vários especialistas garantem que não há qualquer motivo para que não tenhas sexo durante o período menstrual. Não se recomenda sexo oral, claro! Mas, muitos referem que evitará aquelas cólicas desconfortáveis pois o útero não se sente contraído, tal  como a Sapo Life Style refere e muito bem!

Se estás a ponderar experimentar ter sexo menstruada, podemos dar-te algumas recomendações para que não te sintas desconfortável. Mas, acima de tudo, lembra-te sempre que o período menstrual é algo que faz parte do corpo feminino e não um motivo para uma mulher se sentir intimidada ou envergonhada por passar por ele.

Atualmente existem tampões feitos em esponja que se adaptam perfeitamente à anatomia feminina e que são uma ótima opção para esta altura do mês.

Eles têm inúmeras vantagens:
- Ideais para usar com espermicidas;
- Confortáveis e agradáveis de usar;
- Adequados para usar em saunas e na natação;
- Feitos de material estéril e higiénico;
- Dermatologicamente e clinicamente testados;
- Altamente absorventes;
- Muito simples de usar;
- Quase imperceptíveis durante a relação sexual;
- Não contaminam o Meio Ambiente e sem substâncias químicas.

Como Funcionam?
A mulher coloca a esponjinha no canal vaginal colocando-a no fundo da vagina. Vai funcionar como um absorvente interno. Logo que colocado no órgão sexual feminino, expande-se e cobre toda a parte interna da vagina para absorver a menstruação. Como é feito com material maleável e apropriado para isso, nem o homem nem a mulher sentem que tem alguma coisa ali. Para retirar, basta a mulher introduzir o dedo no buraquinho central da esponja e puxar. Deve ser colocado um novo uns minutinhos antes de teres sexo para garantir a absorção.

Outra dica para conseguires ter sexo durante o período é trocares os lençóis mais claros, por uns na cor preta. Isto vai fazer com que não consigas ver as manchas de sangue se acontecer algum derrame e assim sentes-te mais confortável e à vontade.

Podes também, antes de colocares os lençóis escuros, trocar a forra do colchão por uma impermeável. Assim, não vais correr o risco de sujar também o colchão.

O Copo Menstrual

A revista The Lancet Public Health fez um estudo que nos diz que os copos menstruais são uma alternativa incrível aos pensos e tampões e que provocam a mesma quantidade (ou menos) de vazamentos.

Este estudo conclui que os copos menstruais são seguros e cada vez mais usados por mulheres em todo o mundo como alternativa aos pensos higiénicos ou tampões.

A investigação conclui que 1,9 mil milhões de mulheres, ou seja, cerca de 26% da população mundial, estavam, em 2017, em idade menstrual mas que a ignorância, o preconceito, os custos e as dúvidas sobre a segurança de alguns produtos impedem que meninas e mulheres testem toda a gama de produtos disponíveis.

Concluíu-se que os copos menstruais são tão ou mais eficazes a prevenir vazamentos do que os pensos higiénicos ou e tampões. Que são seguros para ser usados por mulheres e jovens. Que a sua compra é cada vez mais fácil devido ao aumento do número de empresas que nos últimos anos começaram a comercializar este tipo de produtos. E, por fim, podem também estar associados a uma crescente preocupação com o meio ambiente.

Apesar de o copo menstrual ser uma alternativa aos métodos tradicionais ainda existem muitas reservas quanto ao seu uso. Por isso, continuam a ser pouco populares em comparação com pensos higiénicos e tampões.

Este produto tem uma parte que serve para reter o líquido — ​ que em vez de ser um pequeno canudo de algodão como no tampão é um reservatório — e outra que serve para a sua remoção da vagina (em vez de um fio, é uma espécie de pedúnculo).

A mulher deve moldar o copo (deve ser enrolado em forma de tubinho) para conseguir introduzi-lo na vagina, deixando o pedúnculo perto da entrada da mesma e que serve para depois o remover. Uma vez dentro do canal vaginal, o copo, sendo moldável, irá abrir-se e “colar-se” às paredes vaginais, ficando em vácuo. Nesse momento ele passará a actuar como uma taça que irá reter o fluxo menstrual. O copo menstrual tem o dobro da capacidade dos tradicionais pensos e tampões.

Quem tem fluxos pouco abundantes consegue estar um máximo de 12 horas sem remover o copo.

Para o retirar:
- Basta puxar pelo pedúnculo que deverá ficar igualmente dentro do canal vaginal, embora acessível,
- Apertar o fundo do copo para acabar com o efeito de vácuo e removê-lo.
- Depois, basta deitar o fluxo na sanita, limpar o copo com toalhetes ou lavá-lo e ele estará pronto para uma reutilização.

Este método não tem tanto impacto no meio ambiente como pensos e tampões, que são de utilização única, pois ele pode-se reutilizar.

Quanto ao material, o copo menstrual é feito em silicone cirúrgico, hipoalergénico. Já existem várias marcas a comercializar o produto no mercado português, sendo que o preço ronda os 30 euros e o copo pode durar até dez anos. Mas, o nosso copo é muito mais barato que este média e reune as mesmas caraterísticas. Por 19.99€ já podes ter o teu copo menstrual. VÊ AQUI.

Em investigações que envolveram 507 mulheres, os copos menstruais não tiveram efeitos negativos sobre a flora vaginal (as bactérias que vivem dentro da vagina), que podem levar a infecções ou corrimento vaginal.

O estudo concluiu que grande parte das mulheres de vários países que tentaram utilizar o copo menstrual se sentiram confortáveis e gostaram de os usar. Da percentagem de participantes na análise, 73% das mulheres e jovens disseram que iriam continuar a usar este método depois de aprenderem a usá-lo e de o experimentarem durante vários ciclos menstruais.

Fonte: O Público, P3, Sofia Neves

Mais